Home » Emuladores PS2 » PCSX2 - O Emulador de PS2
 
PCSX2 - O Emulador de PS2

O pcsx2 é o melhor e mais famoso emulador de jogos do PS2. O pcsx2 tem seu próprio site onde as atualizações, plugins e outras novidades são postadas constantemente. Dê um pulo no site do PCSX2 para conferir sempre as últimas novidades e baixar o PCSX2.

O PCSX2 é um emulador de Playstation 2 que roda nos sistemas operacionais Windows e Linux. Ele é o sucessor do PCSX e trouxe consigo algumas características do seu predecessor. Ele continua sendo um software livre e faz um belo trabalho quando o assunto é emular os jogos do PS2.

É importante saber que o PCSX2 necessita de uma cópia do BIOS do PS2 para rodar. No próprio site do PCSX2 tem uma seção com ferramentas para ajudá-lo a obter a BIOS do PS2. Outro aspecto importante é que o emulador precisa de PCs parrudos para rodar os jogos de PS2 de maneira satisfatória. O PS2 é dotado de múltiplos processadores que funcionam em frequências distintas ao mesmo tempo, por isso simular esse desempenho em um único processador, como é o caso dos PCs, é um verdadeiro desafio.

Um dos serviços mais legais do site oficial do PCSX2 é a classificação de como cada jogo roda. O site conta com um sistema de cores que indicam se o jogo roda bem ou não roda de jeito nenhum. Confira o quadro de compatibilidade:

Verde - Playable (Jogável)
Significa que é possível jogar o game do começo ao fim sem problemas. Alguns jogos podem sofrer slowdown, mas nada que um pouquinho de paciência não resolva. Em suma, dá pra jogar na boa.

Azul - Ingame
Dá pra visualizar menus, cenas ingame (as cutscenes), mas por causa de bugs gráficos não dá pra jogar o jogo todo numa boa.

Amarelo - Menus
Dá até para ver os menus, checar save games, mas quando começar o jogo vai dar problema. Ou seja, não dá para jogar.

Laranja - Intro
Logos do jogo até vão aparecer, mas não vai chegar nem no menu.

Vermelho - Nothing
Exatamente isso, nada! Nada de logos, menus e muito menos um pedacinho do jogo. Nem adianta tentar que os games com barra vermelha não rodam mesmo.

Como os programadores mesmo dizem, o emulador PCSX2 está em estágios avançados de desenvolvimento, mas ainda não está completo. Por isso novas versões são lançadas vez ou outra.


GUIA OFICIAL DE CONFIGURAÇÃO DO PCSX2

Guia para configurar corretamente o PCSX2 e dar dicas de como rodar os jogos.

1) Baixe AQUI a nova versão da PCSX2 v0.9.6
2) Abra o ficheiro de arquivo e extraia todo seu conteúdo para uma pasta (ex: C:\PCSX2)
3) Execute o “pcsx2.exe” encontrado na pasta na qual você acabou de extrair os ficheiros.

Para utilizadores da Linux
Baixe a binária DAQUI ou baixe a fonte através do GoogleCode. Para compilar da fonte, você deverá seguir as instruções na parte “checkout”, depois abrir a pasta da PCSX2 e escrever “sh build.sh all” na linha de comandos, e todos os plugins da PCSX2 serão compilados na pasta “Bin”. Você precisará dos seguintes instalados: gtk2, opengl, libbz2, libjpeg, glew-dev, libxxf86vm-dev, x11proto-xf86vidmodeautomake e autoconf (versão >= 1.9) Nvidia Cg-Toolkit, libasound-dev, joystick.

Os plugins disponíveis para o Linux são os seguintes: ZeroGS OpenGL, ZeroSPU2, PeopsSPU2, ZeroPad, EFP Iso, EFP Polling e Linuz Isso.

Configurar o PCSX2

A nova versão do VTLB da PCSX2 substitui as 2 versões antigas, mas repare que os “save states” criados na antiga versão VM não serão compatíveis com esta nova.

Este é o principal GUI (Interface Gráfico do Utilizador) da PCSX2. A partir daqui você pode mudar as várias opções ou plugins usados pelo PCSX2 como você bem entender.
Vá a Configurações =>Configurar para começar a configurar o PCSX2. Você deverá ver uma janelinha como esta abaixo.

Configurando o PCSX2

Em primeiro lugar você pode usar a opcão “Definir Diretória dos plugins” e “Definir Diretória da BIOS” para mudar o diretório onde a PCSX2 vai carregar os respetivos plugins e BIOS. Por isso se você está usando os directórios predefinidos (/plugins e /bios) você deverá usar esses botôes para mudar sua diretória.
Os botões “Configurar”, “Testar” e “Sobre” que você vê por baixo de cada secção dos plugins servem para Configurar o respetivo plugin, testar se o plugin selecionado está funcionando corretamente (de uma forma é uma opção algo obsolenta porque se ela mostra na lista então está funcionando corretamente) e para verificar alguma informaçao sobre o plugin selecionado.

Agora vamos para a configuração do próprio Plugin:

Gráficos:

Quais as versões do pixel shader e DirectX funcionam em sua placa gráfica?

Veja neste link aqui.
Por enquanto você poderá usar o plugin ZeroGS v0.97.1, que é um novo plugin gráfico do DirectX 9 que precisa de uma placa gráfica que suporte o pixel shader 2 para funcionar corretamente.

O GSdx na v0.1.14, é um plugin do DirectX 9 e DirectX 10 criado pelo Gabest que recentemente ficou bastante melhorado tanto em velocidade como em qualidade de imagem. Vai precisar do pixel shader 2 e do SSE2 para funcionar, e para o modo DirectX 10 precisa do Vista/Windows 7 em uma placa gráfica suportando o modo DirectX 10. Os dois plugins foram incluídos no pacote de distribuição da PCSX2.

Selecione o GSdx v.01.14 e carrege “Configurar”

  • Primeiro o GSdx vem em 3 versões, SSE2, SSSE3 e SSE4.1. Use estas versões apenas SE seu processador suporta elas porque será mais rápido para você. Caso contrário você terá seu PCSX2 sempre quebrando.
    CPUs suportando SSE2: Veja aqui
    CPUs suportando SSSE3: Veja aqui
    CPUs suportando SSE4.1: Intel Core 2 Duo Penryn series, ou seja os modelos E7xxx and E8xxx para dual cores e os modelos Q9xxx para quad cores

  • Para usar o modo DirectX 10, você vai precisar estar correndo o Windows Vista ou o Windows 7 com uma placa gráfica compatível com estes modos (veja os links anteriores)

  • Resolução: Neste menu você pode escolher “windowed” se quiser que o GSdx corra em janela, se escolher uma resolução/taxa de refrescamento o GSdx vai correr em ecrã completo com a resolução que você acabou escolhendo.

  • Renderer: Aqui você pode escolher qual o modo gráfico em uso.

    Escolhendo “Direct3D9 (Hardware)”, GSdx vai usar as capacidades do Direct3D de sua placa gráfica, aumendo assim a velocidade de emulação.

    Escolhendo “Direct3D10 (Hardware)” (apenas selecionável no Vista/Windows 7 com uma placa gráfica suportando DirectX 10), GSdx vai usar seu modo Direct3D10 sendo maioritariamente o modo mais rápido e até algumas vezes mais compatível. Bastante recomendado se seu sistema tem suporte para ele.

    Escolhendo “Direct3D9 (Software)” GSdx vai usar seu próprio motor gráfico, que fará com que não use sua placa gráfica e usará apenas seu processador. Assim a velocidade de emulação será reduzida drásticamente mas você terá uma maior taxa de compatibilidade. Recomendado se você encontra problemas gráficos com o Direct3D Hardware.

    Escolhendo “Direct3D9 (null)”,”Null (Software)” ou “Null (null)” o plugin não fará nada e desta forma não vai ficar processando qualquer imagem em seu ecrã. Use apenas se quiser por exemplo ouvir musica porque desta forma terá um elevado aumento de velocidade.

  • Shader: Aqui você pode escolher entre 2 opções, se a sua placa gráfica nao suporta alguns dos modos então ,eles vai acabar não sendo mostrados na lista:

    Pixel Shader 2.0: Vai usar o Pixel Shader v2.0, melhorando os gráficos.

    Pixel Shader 3.0: Vai usar o Pixel Shader v3.0,melhorando os gráficos. Bem recomendado para quem tenha uma placa gráfica que rode pixel shader 3. Rápido e compatível.

    Repare: Quando estiver correndo no modo DirectX 10, ele vai ficar com uma cor cinzenta e não vai poder mudar a opção do pixel shader em uso, porque o GSdx vai ficar usando o Pixel Shader 4 que você nao pode mudar.

  • Interlacing: Aqui você tem opção de escolher entre None e 6 outras técnicas de “interlacing”, que são usadas para remover em alguns jogos o ecrã se mexendo bastante.
    Entre paratesis você pode ver qual o tipo de efeito e qual a desvatagem (ex: como a redução por metade dos FPS quando em modo “blend”) de usar cada um destas opções.
    Você pode ir mudando ele durante seu jogo carregando na tecla F5 de seu teclado.

  • Aspect Ratio (F6): O nome diz tudo, pode esticar o ecrã para evitar ver alguns cantinhos pretos,4:3 para uma visualização normal e 16:9 para uma visualização wide-screen.
    Você pode mudar a visualização durante seu jogo carregando na tecla F6 do seu teclado.

  • D3D internal res: Aqui você pode escolher qual a exacta resolução que deseja em seu jogo, qualquer uma mesmo!
    Desta forma, se seu computador é bom o suficiente (principalmente sua placa gráfica), você pode jogar seu jogo favorito de PS2 em resoluções bem mais elevadas e fazendo os gráficos bem mais bonitos de se ver.
    Repare que em resoluções muito elevadas, mais plugins o emulador estará usando, e tornando assim a emulação muito mais lenta.

  • Native: Se der um “tick” nesta opção, o plugin vai ficar usando a resolução nativa da PS2 (fazendo desta forma com que o D3D fique indisponível, porque ele vai ficar usando a resolução nativa)

  • SW rend. threads: Apenas pode usar esta opção quando escolhe um modo de Software. Aqui você pode especificar quantas threads o GSdx vai usar durante o modo Software, de maneira a tirar partido de todos os processadores que você possa ter, ex: meta 3 para processadores com 4 cores. Ocorre um aumento de velocidade em sistemas multi-core para uso do modo software com mais de 2 cores.

  • NLOOP hack: Esta opção resolve alguns problemas com o Final-Fantasy X. É um hack muito específico e SOMENTE deverá ser usado com o Final Fantasy X e Final Fantasy X-2.
    Também pode meter no terceiro estado (com um “tick” cinzento) que vai fazer que seja o plugin a decidir quando o hack é preciso ou não e automaticamente ligando ele e desligando.

  • Enable tv-out: Lige/Desligue esta opção para ligar/desligar a saída de TV. Se sua placa gráfica tem opção de saída de TV, a janela do GSdx será mostrada em sua TV.

  • Texture filtering: Quando ligada, tudo em seu ecrâ, seja ele 2D ou 3D, vai ficar filtrado de uma forma bem suave e melhorando os visuais do jogo em geral. Quando esta opção está cinzenta, o filtramento será aplicado apenas a jogos 3D. Repare que isto pode causar problemas gráficos e aumentar a carga em sua placa gráfica.

  • Movie Capture: Esta é uma opção escondida. Carregando em F12 quando tiver correndo o PCSX2 vai aparecer uma janelinha com uma mensagem do GSdx. No primeiro campo você tem que mostrar ao plugin onde ele vai guardar seu vídeo, e escrever o nome do vídeo. No segundo campo você pode escolher o codec de compressão como o DivX ou "Uncompressed" que não irá comprimir o vídeo. Escolhendo um codec de compressão, você poderá usar o botão "Config". Repare que apenas os codecs anteriormente instalados em seu computador apareceram aqui.
    Quando tiver acabado de filmar carregue novamente em F12 para parar o vídeo. A velocidade do vídeo produzido será automaticamente a velocidade normal da PS2 para que você possa visualizar ele como se estivesse vendo em sua televisão .

  • Carregue em OK para guardar as alterações ou Cancelar para voltar a janela de configuração principal.


Selecione o pluginZeroGS v0.97.1 e carrege no botão “Configurar”.

  • ZeroGS é um plugin do DirectX 9 desenvolvido por ZeroFrog e é destinado para placas gráficas modernas que suportem o pixel shader 2.0 ou acima. Como vimos anteriormente se sua placa gráfica não tem os requerimentos necessários vai acabar aparecendo uma mensagem a dizer "Erro ao abrir o plugin gráfico" e o emulador irá quebrar.

  • Interlance Enable: Quando esta opção está ligada alguns problemas de “interlacing” serão resolvidos (ecrã tremendo) mas alguns jogos ficam melhores com esta opção desativada. Pode ligar esta opção durante seu jogo carregando na tecla F5 do seu teclado.

  • Bilinear Filtering: Quando esta opção está ligada o plugin vai filtrar a imagem, suavizando os cantos. Geralmente esta opção reduz seus FPS drásticamente excepto se você possui uma placa gráfica bem potente. Pode mudar esta opção durante seu jogo primindo “Shift” e carregando em F5. Existem 2 modos de filtragem bilinear: normal bf e forced bf. Algumas vezes os jogos “dizem” ao GS para processar as texturas em modo de ponto, e não em modo linear. Em modo “normal bf”, o ZeroGS vai “ouvir” os jogos. No modo “forced bf”, ele vai processar as texturas com filtro bilinear. O modo “Forced bf” pode levar a problemas com o processamento de texturas nos cantos de alguns jogos, por isso tenha cuidado. De qualquer maneira, na maioria dos casos, o modo “forced bf” produz uma visualização mais suave.

  • Anti-aliasing: Aqui você pode escolher qual o modo anti-aliasing que você quer que o plugin use, para fazer os cantos mais suaves. Pode mudar esta opção durante seu jogo carregando em F6. Repare que esta opção poderá reduzir a velocidade de emulação.
    None: Não usará qualquer tipo de anti-aliasing
    2x: Vai usar 2X anti-aliasing
    4x: Vai usar 4X anti-aliasing
    8x: Vai usar 8X anti-aliasing
    16x: Vai usar 16X anti-aliasing

  • Wireframe rendering: Quando usado este plugin irá processar apenas em wireframe, por isso você só verá algumas linhas de polígonos aqui e ali. Durante seu jogo basta carregar em F7 para ativar esta opção.

  • Capture avi: Tal como o plugin GSdx aqui você pode também gravar um vídeo de você jogando. Carregue em F12 e uma janelinha aparecerá lhe perguntando o codec que quer usar. Por enquanto você apenas pode usar o codec XviD porque os outros codecs quebram o plugin. Depois de ter selecionado esse codec, carregue no botão “Configure” para configurar o codec. Carregue em “Ok” e o processo de gravação irá começar. Carregue em F12 novamente para parar o vídeo. Ele ficará guardado no directório da pasta da PCSX2 com o nome "zerogs.avi".

  • Save snapshots as BMPs(default is JPG): Como o nome diz, se esta opção estiver ligada as capturas de ecrã que você tirou com F8 serão salvadas como ficheiros BMP e não como ficheiros JPGs que é o formato padrão. As capturas de ecrã que você tira com F8 se encontram localizadas na pasta /snaps do directório do seu PCSX2.

  • Fullscreen: Bastante simples, se esta opção estiver ligada o plugin irá mostrar o jogo em ecrã completo em vez de modo janela. Se tiver jogando e tiver esta opção desligada e quiser ligá-la sem sair do seu jogo então basta carregar em Alt+Enter

  • Widescreen: Alguns jogos suportam o modo WideScreen. Com esta opção ligada, o ZeroGS vai automaticamente meter a janela em formato 16:9.

  • Default Window Size: Você pode confirmar qual o tamanho que a janela do ZeroGS vai ter quando você a abre. As opções são as várias resoluções que a janela poderá ser dimensionada. Escolha a que mais lhe agrade e repare que não terá impacto algum sobre a velocidade de emulação.

  • Você pode carregar em Shift e F7 para mostrar ou não um contador de FPS na janela do ZeroGS


Opções avançadas do ZeroGS

  • O ZeroGS ainda mostra umas opções extra para mudar algumas de suas configurações. Em alguns casos os jogos usam o Sintetizador Gráfico de maneiras pouco esperadas, e ás vezes é mesmo impossível para o ZeroGS prever como emular perfeitamente o GS. Algumas opções podem mudar um jogo desde lixo correndo a 2 frames por segundo até exatamente a velocidade perfeita de uma PS2 (60 frames por segundo)

  • Se um conjunto de opções funcionam bastante bem para um certo jogo, então você pode guardar essa combinação no ficheiro "patch" do jogo para que as opções carregem mal você abre o jogo. É bem útil quando quer que as opções sejam apenas ativadas num jogo em especial e não nos demais.

  • Cada opção do ZeroGs tem um “id” único. Para verificar este “id”, vá á caixa de diálogo de configuração do ZeroGS, carrege as opções que quer, e dê um clique no botão Compute OR of IDS. Apanhe o número gerado e abra o ficheiro ”.pnatch” do jogo pretendido (normalmente o CRC.pnach do jogo). Depois adicione um nova linha zerogs=xxxxxxxx onde “x” é o número que apanhanhou anteriormente.

Som

SPU2-X

O melhor plugin the som na altura em que este guia foi escrito. Foi principalmente baseado no SPU2 de Gigaherz's e mais tarde modificado por Jake Stine (Air) da equipe PCSX2. É o único plugin SPU2 que suporta processamento de efeitos (ex: reverberação) e Dolby, desde que sua placa de som suporte esta função.

  • Interpolation: Aqui você pode escolher 1 de 3 opções:
    1)Nearest: Como a descrição diz, não ocorre interpolação neste modo sendo por isso o modo mais rápido.
    2)Linear: Opção recomendada, fazendo uma interpolação linear do som.
    3)Cubic: Outra forma de interpolação, de momento não funciona direitinho por isso evite usar ela.

  • Disable effects processing: Ligar esta opção irá remover qualquer tipo de processamento de efeitos (ex: reverberação), diminuindo a qualidade de som mas aumentando a velocidade de emulação.

  • Module: Aqui você pode escolher 1 das 4 opções disponíveis, sendo elas diferentes formas de saída de som:
    1)No sound: Não irá produzir som algum, aumentando assim a velocidade de emulação.
    2)X Audio 2: É o método recomendado, funciona melhor sobre o Vista que o XP e para quem tem o XP é aconselhável tentar a terceira opção.
    3)DirectSound: Deverá ser ligeiramente pior que o X Audio 2. Use apenas se por acaso ele funcionar melhorzinho que o X Audio 2.
    4)Wave out: Não recomendado, segunda e terceira opções funcionam (em princípio) melhorzinho.

  • Latency: Quanto mais pequeno o nível de latencia menor atraso do áudio você terá. Repare que usar uma latencia muito baixa CAUSARÁ ruídos esquisitos no som, por isso vá baixando até encontrar o que funciona melhor para seu jogo sem causar problemas.

  • Disable Time-Stretching: Isto irá desativar a opção “Esticar-tempo” que mete em sincronização o áudio e o vídeo mas também ajuda a eliminar ruídos e outros problemas de som. Notará um pequeno aumento da velocidade de emulação caso tenho desativado esta opção.

  • Disable audio expansion: O botão de configuração explica exatamente o que esta opção faz.

  • Use a Winamp DSP plugin: Se você não sabe para que serve esta opção, então deixa estar como está.

ZeroSPU2

Este é um plugin SPU2 desenvolvido por zerofrog. O ZeroSPU2 tem as seguintes caraterísticas:

  • O ZeroSPU2 vai ficar sincronizando sempre com o jogo, e o som nunca irá aumentar mais que o vídeo, ou diminuir. Se o áudio não for sincronizado com o video isto levará a que o emulador quebre.
  • O ZeroSPU2 tem uma caraterística “escala-temporal” que diminiu o som quando o vídeo está mais lento de forma a sincronizá-los. O som irá ter alguns ruídos porque não existem pacotes suficientes para processá-lo de forma normal. Outros plugins do SPU2 apenas pedem mais pacotes por parte do jogo, que pode fazer o jogo ir abaixo. Para ativar esta opção, basta ir ao painel de configuração do ZeroSPU2 e confirme a opção correcta. A característica “escala-temporal” funciona melhor no Windows, mas também está implementado no sistema Linux.
  • Audio/video recording – Quando o ZeroGS está carregando juntamente com o ZeroSPU2 ele torna possível a gravação de vídeos com áudio. Abra a caixa de configuração para gravar o som durante seu jogo no mesmo ficheiro.
  • Mute: Irá remover o som, dando um pouco de velocidade extra ao emulador.

PeopsSPU2

PEOPS SPU2 é um plugin SPU2 sólido que tem sido bem melhorado recentemente. Alguns jogos funcionam melhor com ele, outros preferem o ZeroSPU2, escolha o que melhor funcionar em seu jogo.
O Pete me salvou tempo e incluiu uma descrição detalhada de cada opção deste plugin no “readme” incluído, por isso use ele para melhor configuração.

Primeiro Controlador/Segundo Controlador:

Aqui você poderá usar 2 plugins, Lilypad v0.9.9 e SSSPSX Pad v1.7.0

Escolha SSSPSX Pad v1.7.0 e carrege no botão “configurar”.

Você verá uma janelinha como esta:

SSSPSX PAD

O campo do segundo controle é totalmente obsolento, porque você pode configurar os 2 plugins usando apenas o que se encontra no primeiro campo ou no segundo.

Carrege em “configurar” para começar a configurar o SSSPSX Pad:

  • Aqui, você simplesmente carrega no nome de cada botão e de seguida carrega na tecla para que deseja definir esse botão. Se você quiser que um botão não fique definido em nenhuma tecla então você simplesmente carrega uma vez no botão e espera até o timer chegar a 0. Então o botão selecionado fica sem nenhuma tecla associada.

  • Carrege nas tabelas PAD1/PAD2 no canto superior esquerdo para mudar entre a configuração do comando 1 e do comando 2 (você não precisa fazer isso no ecrã de configuração principal).

  • O SSSPSX Pad suporta controlos analógicos. Você pode associar os eixos analógicos aos botões "LX,LY,RX,RY". LX é para o Eixo-X analógico esquerdo, LY é para o Eixo-Y analógico esquerdo, RX é para o Eixo-X analógico direito e RY é para o Eixo-Y analógico direito.

  • Os botões R3 e L3 são os botões do analógico do comando de PS2, R para direita e L para esquerda.


Selecione Lilypad v0.9.9 e carrege no botão “configurar”.

Você verá uma janelinha como esta:

Lilypad

  • O Lilypad é um plugin muito avançado que suporta teclados, rato, comandos (incluindo o da XBOX 360). Também incluí uns hacks bem jeitosos para o uso com o PCSX2 como o “ESC hack” ou uma opção para desativar sua protecção de ecrã.
  • Para uma descrição bem detalhada sobre o que cada opção faz e como configurar corretamente, visite o tópico oficial do plugin AQUI. Também pode baixar as novas versões daí ou da nossa secção de download de plugins

Cdvdrom:


Aqui você pode escolher qual o plugin responsável por ler sua drive de CDs/DVDs ou imagens. Por defeito, o PCSX2 inclui o Gigaherz's CDVD v0.7.0, Linuz Iso CDVD v0.8.0, CDVDnull v0.6.0 e o PEOPS CDVD v1.3.0.
Repare: Versões antigas como o CDVDbin ou o CDVDdraft NÃO vão funcionar com a v0.9.6 porque estão desatualizadas.

Selecione o EFP Iso CDVD v0.6.0 e carrege em “Configurar”

  • Aqui você pode carregar no botão "Browse" para pré-selecionar a imagem que o emulador correrá automaticamente. Se colocar alguma imagem, pode corrê-la usando a opção "Correr=>Executar" ou a opção "Ficheiro=>Executar CD", com a diferença que se você usar "Correr=>Executar" irá ver o BIOS no início e só então correr o jogo (tal como na PS2) e com o "Ficheiro=>Executar CD" o emulador passa o bios à frente e corre o jogo imediatamente.

  • Show configure screen when starting emulation: Quando selecionado, o ecrã de configuração do plugin aparece sempre que você escolha a opção "Ficheiro=>Executar CD" ou "Correr=>Executar", de forma a que você possa escolher a imagem que pretende correr. Se nada estiver selecionado, o plugin corre a imagem que estiver pré-selecionada.

  • Show configure screen when restarting emulation: Faz o mesmo que o anterior, mas com este a emulação começa de novo.

  • Get from Disc: Este abrirá uma nova janela onde você pode criar um ISO a partir do seu disco de PS2.

    Source CD/DVD Device: Meta aqui a letra correspondente a cd/dvd drive na qual se encontra seu disco de PS2 que você quer criar o ISO.
    Iso file: Escreva o directório e o nome que o ficheiro ISO vai ter (ou carrege em “browse” para não ter que escrever o diretório)

    New file compression: Você pode escolher um método de compressão para sua nova imagem ISO. Se escolher "no compression", a imagem não é comprimida. Compressões com a anotação "for speed" são mais rápidas mas levam a imagens maiores e compressões com a anotação "for size" são mais lentas mas criam ficheiros de imagem mais pequenos

    Multiple files(all under 2GB): Selecione esta opção se você quer que sua imagem seja dividida em vários ficheiros cada um com menos de 2GB. Bem bacano se não tiver uma partição no sistema de ficheiros NTFS que suporte ficheiros grandes ou quando quiser dividir uma imagem por questões de armazenamento.

    Finalmente, carrege em "make file" para criar sua imagem no local e com o nome que você escolheu.

  • Convert: Esta opção deixa você escolher se quer comprimir ou descomprimir a imagem.
    No novo ecrã, primeiro selecione a imagem que você quer modificar.
    Depois selecione o tipo de compressão (ou “uncompressed” para descomprimir) que você quer e finalmente carrege em “Change file”. “Multiple file” faz exatamente o mesmo que a opção descrita em cima.


Selecione Linuz Iso CDVD v0.8.0 e carrege em “configurar”.

  • Este plugin tem a habilidade extra de comprimir suas imagens de forma a salvar algum espaço no disco á parte de correr imagens para o emulador.

  • Clique em “Select Iso” para selecionar a imagem do disco que você quer correr/comprimir. Uma vez selecionada a imagem, você tanto pode fechar a janela de configuração para poder correr o jogo, ou carregar em "Compress Iso" para comprimir sua imagem. Se você selecionou uma imagem já comprimida então pode também selecionar a opção "Decompress Iso" para a descomprimir.

  • Em "Compression Method" você pode escolher ".Z - compress faster", que comprime mais depressa mas vai criar um ficheiro maior, ou ".BZ - compress better", que comprime devagar mas cria um ficheiro mais pequeno.

  • Em "Options" você pode escolher "Enable Block Dump=>'block.dump'". Quando escolhida, esta opção cria um ficheiro "block.dump" na pasta raíz do PCSX2 (onde está o executável pcsx2.exe) relativo ao jogo que você correu. Este ficheiro é como um ISO pequeno, +rincipalmente utilizado para resolver erros. O ficheiro armazena os sectores lidos durante a execução do jogo que acabou de correr, para que seja possível correr o jogo através desse ficheiro (usando a opção "select iso" do plugin Linuzappz Iso CDVD) sem qualquer imagem, CD ou DVD. Note que se o jogo tentar ler um setor que não esteja incluído no ficheiro, ele vai deixar de responder.

  • Carrege em Ok para guardar suas alterações.


Select EFP Polling CDVD v0.4.0 e carrege em “configurar”.


  • Este plugin é bem fácil de se configurar. Escreva simplesmente a letra da drive onde se encontra seu disco de PS2 e está feito cara. Repare: o EFP Polling ainda NÃO suporta CDs de PS2, apenas consegue correr DVDs


CDVDnull v0.6.0


  • Este é um plugin nulo tal como o SPU2null, ele simplesmente não faz nada. Deverá usar este plugin se quiser correr demos (indo a “Ficheiro => Abrir ficheiro ELF”) ou se quiser apenas correr a Bios (indo a “Correr =>Executar”). Por questões óbvias ele não possui ecrã de configuração.


Selecione PEOPS CDVD v1.3.0 e carregue em “configurar”.

  • Eu estava para não meter a configuração deste plugin aqui porque o Pete tem tudo isto documentado mas a mim me parece que já ninguém lê documentação alguma.

  • Interface: Aqui você pode escolher "Win9x/ME - ASPI scsi commands" ou "W2K/XP IOCTL scsi commands". Como o nome indica a primeira opção é apenas para o Windows 9x ou Millenium e a segunda opção é para o Windows 2000 ou XP. Se a opção para seu sistema operativo não funcionar (ex: o emulador prende depois de você fazer “correr CD” ou se aparecer uma mensagem dizendo "erro ao abrir o plugin cdvd") simplesmente use a outra opção. Se nenhuma delas funcionar, então tente instalar a camada ASPI como aquela da adaptec. Sim, é mesmo fácil!

  • Drive: Simplesmente escolha a letra da drive onde se encontra seu disco PS2. O plugin vai auto-detetar suas letras da drive CD/DVD rom.

  • Caching mode: Aqui você pode escolher como o plugin armazena temporariamente as leituras que ele faz. Cada opção possui uma descrição bem fácil e completa, por isso você não deverá encontrar muitas dificuldades em procurar o que você quer. Para asegurar compatibilidade máxima eu lhe aconselho a usar a opção "Read Ahead-fast, reads more sectors at once".

  • Try to limit speed: Quando ligada esta opção irá fazer com que o plugin tente limitar sua velocidade de leitura para o valor que você selecionou na caixa que se encontra á direita desta opção. Repare que ela não é suportada por todas as drives. Você não deverá usá-la a menos que encontre alguns problemas estranhos com a velocidade de leitura.

  • Don't wait until drive is ready: Faz o que o nome indica, por isso se você encontrar problemas correndo este plugin tente ligar esta opção a ver se ajuda.

  • Check tray state: Faz o que o nome indica e é melhor deixá-la desligada...

  • Try again on reading error. Retry count(1-10): Quando ligada esta opção vai forçar o plugin a tentar ler os mesmo setores novamente se ele encontrou problemas quando leu eles anteriormente. Deixar esta opção ligada não irá causar nenhum problema mas só para jogar pelo seguro, deixe ela ligada com um valor como 5 (como está por defeito).

  • Show message box on reading error: Quando ligada uma janelinha aparecerá quando ocorre um erro de leitura. Pode deixar ligada para ter certeza que não aconteceu erro algum, ou se aconteceu, para aumentar o valor de tentativas de leitura para tentar que ele consiga ler o setor onde ocorreu o tal erro.


Selecione Gigaherz's CDVD v0.7.0 e carrege em “configurar”.

  • Bem fácil, apenas selecione a letra da drive onde você quer que o plugin leia seu disco PS2. Ele vai correr diretamente seu CD/DVD da PS2 que você tem em sua drive.

  • Este é o único plugin que suporta parcialmente mudança de disco. Se você tem algum jogo que requer que você mude de discos então dê uma espreitadela a este plugin!

Dev9:

Aqui estão os plugins que trabalham com a HDD (drive de disco rígido) e a emulação ethernet. Estão incluídos 2 plugins no pacote da PCSX2, Dev9null v0.3.0 que é mais um plugin nulo fazendo exatamente o que os outros plugins nulos fazem (absolutamente nada!) e o Dev9 Giga-raziel que emula parcialmente a conexão ethernet da PS2 (a emulação da HDD ainda não funciona).
Também há um plugin mais recente do Dev9 em desenvolvimento por NHerve, o plugin MegaDev9 que apesar de estar em fases pouco avançadas ele promete. Entretanto, ele emula parcialmente o HDD da PS2. Pode baixar ele neste link aqui.

Usb:

Aqui estão os plugins que tratam da emulação USB(Universal Serial Bus). O pacote PCSX2 inclui o plugin USB Null v0.4 (outro que nada faz) e o plugin Qemu USB driver v0.1.0, feito pelo Gigaherz.
No USB Null carrege em "Configurar" para entrar num menu com uma opção "Enable Logging", que ativa/desativa o registo. Esta opção é usada apenas pelos criadores do código.
O plugin Qemu USB driver foi criado para funcionar com o modo online do jogo Monster Hunter, por isso não vai funcionar praticamente com mais nada. Como ele emula um pouco mais que o plugin null, pode ajudar um pouco na compatibilidade de certos jogos se você der uma espreitadela nele.

Firewire:

Aqui estão os plugins que tratam da porta Firewire da PS2. Apenas o FWnull v0.4.0 está incuído no pacote PCSX2. Por enquanto não existem mais plugins Firewire disponíveis ou em desenvolvimento.
O FWnull v0.4 é mais um plugin nulo. Carregue em “Configurar” para aparecer um menu com uma caixinha onde você pode clicar na opção "Enable Logging" que vai ligar/desligar o registo da firewire. Como dito anteriormente, deverá ser usado simplesmente por criadores e desenvolvedores do plugin.

BIOS(Basic Input Output System)

Neste menu você vai encontrar sua imagem da Bios, se você tiver uma e guardado ela na pasta respetiva da Bios. Repare que a única maneira LEGAL de obter a Bios é transferindo ela de SUA PRÓPRIA console Playstation 2. NÃO pergunte onde arranjar a Bios no forum da PCSX2, porque vai contra as regras. Isso porque a Bios da PS2 é material copyright da Sony e faz com que sua distribuição seja proibida, e nós ficaríamos em apuros se descobrissem que andávamos distribuindo Bios ilegais pelo pessoal. Você pode descobrir se a sua imagem Bios é válida ou não se houver uma percetagem ao lado dela na caixinha da Bios no painel de configuração principal. Se aparecer, sua imagem Bios NÃO é válida. E se ainda não aparecer mesmo depois de você ter escolhido o directório correto da Bios, é mais uma vez uma imagem inválida.

Atenção: É recomendado que você tenha todos os ficheiros da BIOS mais recentes que SCPH-10000.bin. Provavelmente vai conseguir correr a Bios ou o jogo sem ter este ficheiros mas pode haver uma chance deles afetarem a compatibilidade de uma forma ou outra. Isto inclui o rom1.bin, rom2.bin, erom.bin e um ficheiro SCPH-XXXXX.nvm onde XXXXX é a versão de sua Bios (ex: SCPH-34004.nvm). Este último ficheiro também pode ser criado a partir da PCSX2 depois de configurada a Bios (definir o tempo, língua e por ai além) mas é preferível se você tiver este ficheiro diretamente transferido de sua Playstation 2. Mais uma vez NÃO PERGUNTE onde arranjar estes ficheiros, porque eles também fazem parte da Bios.

Basicamente o primeira PS2 japonesa tinha uma única Bios. O leitor DVD (entre outros) estavam instalados no cartão de memória. As PS2 depois desse modelo possuíam o software de leitura do DVD instalado em um ROM separado (EROM) que estava encriptado.

O ROM1 é uma parte adicional da BIOS que possui uma parte extra como o ID's para a versão leitor de DVD, etc.
O ROM2 é o mesmo mas achamos que apenas está disponível em PS2 japonesas.

á está disponível um novo extractor da Bios que pode transferir a Bios da PS2 assim como o ROM1,ROM2,EROM e o NVM. Baixe ele daqui

Repare: Para compatibilidade máxima é recomendado que você use uma imagem Bios diferente de SCPH10000.BIN que é a mais antiga. Isto porque com esta Bios existem problemas com a emulação do cartão de memória e não só.

Para saber como extrair a Bios de sua PS2: Visite PS2Dev e o tópico Aqui

Finalmente acabamos de configurar todos os plugins para a PCSX2.

Configuração do CPU

Agora temos o CPU que pode ser encontrado em “Configurar =>Cpu”. Deverá ver uma imagem como esta (vai variar dependendo de seu CPU).

Configuração de CPU

  • Primeiro, confirme a informação do seu processador que é automaticamente detetado pela PCSX2:
    Vendedor do CPU : Mostra o vendedor do processador (AMD ou Intel)
    Família: A família onde seu processador pertence.
    Velocidade do CPU: A velocidade real do seu processador.
    Capacidades: Mostra as características que o seu processador possui. Elas são bem importantes porque são usadas para dar uma velocidade extra a PCSX2. Se você não tem alguns, não poderá utilizar algumas das características em baixo.

    Agora tem várias caixinhas que você pode selecionar ou não.
  • "EErec - EE/IOP Recompiler": Quando ligada, o recompilador do Emotion Engine da ps2 se ligará, lhe dando um grande aumento de velocidade. É extremamente compatível, por isso use sempre que possível. Deslige, e você estará usando o modo Interpreter, que é bem lento mas em alguns casos mais compatível.

  • "VU0rec": Ligue para permitir o recompilador para a unidade VU0. Com esta opção ligada você terá mais velocidade na emulação, mas tem uma tendência para criar mais problemas que o “VU1rec”, por isso ligue ou desligue dependendo do jogo que estiver jogando.

  • "VU1rec": Ligue para permitir o recompilador para a unidade VU1. Com esta opção ligada você terá mais velocidade na emulação, mas diminui a compatibilidade (apesar de normalmente funcionar relativamente bem).

  • "Multi-threaded GS mode(MTGS)": Lige esta opção e conseguirá um aumento significativo da velocidade em CPUs com dual core/hyper-threading. Em raros casos este modo pode diminuir a compatibilidade. Use apenas com CPUs dual core/hyper-threading.


  • "Frame Limiting(FL)": Aqui temos algumas novas opções relacionadas com o limite das frames e salto de frames. Carregando em F4 pode mudar entre os 4 modos enquanto estiver correndo o jogo (o modo que você tem de momento será escrito na janelinha da console se você tiver ligado)

    • "Normal": Não existe limite das frames, elas serão processadas da maneira mais rápida possível (limitador de frames desativado)
    • "Limit": Seu bom velho limitador de frames. Com esta opção ligada as frames serão limitados a velocidades de 50 FPS para os jogos PAL e a 60 FPS para os jogos NTSC. Repare que em alguns casos a região PAL/NTSC do jogo poderá ser mal detetada pelo emulador, fazendo esta opção ficar quebrada.
    • "Frame Skip": Veja a descrição incluída.
    • "VU Skip": Veja a descrição incluída, pode causar alguns problemas.
    • Detailed Settings: Aqui os utilizadores mais avançados podem alterar o modo como o “salto de frames” funciona. A descrição de cada opção está incluída no GUI. Se você não a perceber, deixe elas todas em 0.


Game fixes


Como o nome indica, estas são correções especiais para certos jogos que precisam delas. Repare que a equipe PCSX2 não tem intenção de manter estes hacks para jogos individuais, são apenas temporários até um arranjo direitinho aparecer para então poderem ser removidos.


  • FPU Compare hack: Este hack é necessário devido ao alcance limitado do número de pontos flutuantes definidos pela standart IEEE, cujas normas não são seguidas pela PS2. Ligue esta opção apenas para o jogo 'Digimon Rumble Arena 2'.

  • VU Add/Sub hack: Este hack também é necessário porque a PS2 não segue o referido standart IEEE.
    Ligue esta opção APENAS para o jogo 'Star Ocean 3','Valkyrie Profile 2' e 'Radiata Stories'.


Speed Hacks


Esta nova versão da PCSX2 vem com alguns hacks jeitosos que ajudam a aumentar a velocidade da emulação. Tenha em atenção que todos estes hacks diminuem a compatibilidade, criam bugs no jogo, quebram o emulador e todo o tipo de problemas indesejados por isso tenha cuidado com sua utilização. Repare também que eles afetam apenas certos jogos, por isso é possível você não ganhar velocidade alguma em certos jogos.

  • Emotion Engine Sync Hacks: Estes hacks aumentam o tempo que a operação da emulação demora, fazendo a tarefa para seu CPU bem mais fácil. Qualquer opção que não seja aquela que vem por defeito pode quebrar seu jogo, fazer ele parecer mais feio ou até fazer o jogo saltar frames.

    • Default Cycle Rate: Não é um hack. Selecione esta opção para desligar os “EE sync hacks”.
    • Use x1.5 Cycle rate: Aumento de velocidade moderado, pequena perda de compatibilidade.
    • Use x2 Cycle rate: Grande aumento de velocidade, perda de compatibilidade moderado. Também quebrar o áudio durante certos vídeos.
    • Use x3 Cycle rate: Aumento de velocidade enorme,grande perda de compatibilidade. Vai quebrar a maioria dos jogos, quebrar o áudio em certos vídeos e fazer o contador de FPS mostrar valores falsos.


  • INTC Sync hack: Este hack apanha um atalho numa situação conhecida que os jogos da PS2 têm quando não estão trabalhando (idle). Em vez de fazer o ciclo, quando o processador não está trabalhando, ele simplesmente salta para o próximo e continua daí para a frente.
    Pode dar um grande aumento de velocidade mas apenas em poucos jogos. Hack bem seguro, quase sem diminuir a compatibilidade.

  • Enable IOP x2 Cycle rate: Igual aos hacks “EE Sync” mas para a IOP. Dá um pequeno aumento de velocidade mas também dá uma pequena perda de compatibilidade.

  • WaitCycles Sync hack: Este hack diminui a sincronização bem pequena que existe entre o EE e o IOP. Ele pode aumentar ligeiramente a velocidade mas pode quebrar alguns jogos.

  • Escape hack: Não necessariamente um hack, faz o que o nome diz. Torna possível voltar a janela principal da PCSX2. Quando correndo um jogo no modo ecrã inteiro, carrege na tecla ESC.


Configuração avançada


Esta secção tem uma grande variedade de opções avançadas para os utilizadores mais experientes que sabem o que estão fazendo. NÃO mude nada disto se não sabe o que está fazendo.
Para compatibilidade máxima, meta o modo “EErec Clamp” em “Full” e o “VUrec Clamp” em “Extra+Preserve Sign”.

  • Opções EErec:
    • Round mode: Muda o modo como o arredondamento dos pontos flutuantes é calculado. Se seu jogo está parando em algum lado, tente mudar o valor aqui.
    • Clamp mode: Estas opções vão desde a mais rápida (esquerda) até a mais lenta (direita). Por isso selecionando 'None' causa um aumento de velocidade em seus jogos mas diminui compatibilidade e 'Full' causa exatamente o contrário.
      Se reparar em polígonos pontiagudos ou má geometria, tente alterar esta opção para “Extra” ou “Full”. Repare: o modo “Full” só funciona bem quando “VUrecs clamp” está em “Extra+Preserve Sign”.
    • Flush to Zero: Pode causar um pequeno aumento de velocidade mas vai diminuir a compatibilidade.
    • Denormals are Zero: Dá um bom aumento de velocidade sem nenhum problema grave com a compatibilidade.

  • VUrecs options:
    • Round mode: O mesmo que EErec.
    • Clamp mode: Estas opções vão desde a mais rápida (esquerda) até a mais lenta (direita). Por isso selecionando 'None' causa um aumento de velocidade em seus jogos mas diminui compatibilidade e 'Extra+Preserve Sign' causa exatamente o contrário.
      Se reparar em polígonos pontiagudos ou má geometria, tente alterar esta opção para 'Extra+Preserve Sign'.
    • Flush to Zero: Pode causar um pequeno aumento de velocidade mas vai diminuir a compatibilidade.
    • Denormals are Zero: Dá um aumento bem grande na velocidade e não deverá causar nenhum problema com a compatibilidade.

  • Default: Vai retomar todas as opções para suas iniciais, que são as melhores opções para a maioria dos jogos (igualdade em termos de velocidade e compatibilidade).


Opções Variadas


Agora falta descrever o que o resto das opções fazem:

  • Ficheiro =>Correr CD/DVD: Se carregar aqui o emulador vai correr a imagem que você tem selecionada no seu plugin de CDVD ou lhe vai pedir para procurar uma imagem se você não tiver selecionado nenhuma na configuração do plugin de CDVD. Se estiver usando os plugins PEOPS CDVD ou o EFP Polling vai instantaneamente correr o CD/DVD da drive selecionada.
    Repare que esta opção passa a introdução da BIOS a frente e corre o jogo de imediato.

  • Ficheiro =>Abrir ficheiro ELF: Pode usar isto para correr demos que estão em formato .elf.
    Também se tiver aparecendo uma mensagem do tipo "Este não é um jogo PS2" quando tiver tentando correr um jogo pode usar esta opção para solucionar seu problema. Selecione ele e procure o CD/DVD do jogo até encontrar (normalmente está localizada no directório raiz do CD/DVD) um ficheiro com um nome parecido a SLUS_XXX.XX ou SLES_XXX.XX onde XXXXX são diferentes números dependendo do jogo. Quando acabar encontrando, selecione ele e na maioria das vezes terá solucionado o problema.

  • Ficheiro =>Estados =>Carregar/Salvar/Outro: Aqui você pode guardar/carregar estados depois de carregar no ESC para voltar á GUI da PCSX2 enquanto estiver correndo um jogo. Com a opção "Outro" você pode especificar um nome diferente que aquele que a PCSX2 usa. NÃO é recomendado carregar estados de salvamento desta forma. Então você pode salvar/carregar estados carregando em F1 para salvar, F3 para carregar e F2 para mudar a posição onde o estado de salvamento é guardado.

  • Ficheiro =>Sair: Termina o emulador.

  • Correr=>Executar: Desta forma você pode correr apenas a BIOS que você selecionou na configuração. Se você não selecionou o plugin CDVDnull mas um outro, então ou vai aparecer uma janelinha perguntando pela imagem do CDVD, onde você deverá cancelar, ou lhe aparecerá uma mensagem de erro dizendo "Erro ao abrir o plugin CDVD" se estiver usando o plugin PEOPS CDVD ou o EFP Polling, e nesta situação deverá mudá-los.
    A opção também pode ser usada para continuar o emulador se você tiver parado ele usando o ESC.

  • Correr =>Reset: Simplesmente reinicia a emulação.

  • Correr =>Prioridade do processo: neste menu você pode escolher Normal, Elevado ou Baixo, dependendo da prioridade que você quer que a PCSX2 tenha na fila do processador. Quanto maior a prioridade, mais poder seu processador vai usar para correr a PCSX2 e deixar os outros programinhas em descanso. Meter esta opção em Elevado pode causar alguns problemas por isso é aconselhável deixar em Normal. A opção selecionada é a opção ativa de momento.

  • Configuração =>
    • Configurar: Vai abrir a janelinha de configuração do plugin.
    • Gráficos/Comandos/Som/Cdvdrom/Dev9/USB/Firewire: Vai abrir a janelinha para o respetivo ecrã de configuração do plugin (gráficos/comando/som/cdvdrom/dev9/usb/firewire)
    • Cartões de memória: Abre o manager dos cartões de memória.

      • Se selecionar a caixinha acima de cada cartão de memória pode desativar o respetivo cartão.
      • Enable NTFS compression: Se selecionar esta opção você pode ativar a compressão NTFS do windows de sua pasta dos cartões de memória. Isto vai dizer ao Windows para automaticamente comprimir a pasta do seu cartão de memória para salvar espaço no disco. Se você está usando uma versão antiga do Windows, Linux, ou se o seu disco NÃO estiver formatado no sistema de ficheiros NTFS,desative esta opção.
      • Eject Memcards when loading save states: Sua descrição se encontra na GUI, é recomendado deixar esta opção ligada.

    • Cpu: Abre o painel de configuração do CPU que nós vimos anteriormente.
    • Patches: Vai abrir o navegador dos patches. Vai ler todos seus ficheiros .pnatch (os seus patches) no diretorio /patches da PCSX2. Aqui você pode criar, editar ou simplesmente navegar pelos patches.

  • Idioma =>*Inserir idioma aqui*: Vai mudar o idioma do GUI da PCSX2. A linguagem selecionada é a que se encontra ativa de momento.

  • Diversos =>
    • Explorador de Patch: Novo sistema experimental de patches, ainda não completado por isso nao o use ainda.

    • Procurador de patches: Novo sistema experimental de patches, ainda não completado por isso nao o use ainda.

    • Ativar Console: Esta opção vai mostrar/esconder a janelinha da console que aparece por trás do ecrã principal da PCSX2 e é usado principalmente para analisar os erros. Lá você poderá ver várias mensagens identificadoras dos problemas ou quando estiver correndo um jogo poderá ver o que está sendo feito a cada momento pelo emulador. Recomendado apenas aos utilizadores mais avançados. Repare que se você fechar a janelinha da console, o emulador vai fechar junto com ela.

    • Ativar Patches: Esta opção vai permitir/bloquear os patches dos jogos. Os patches são muitas vezes usados para saltar os videos de alguns jogos que ainda não estão emulados a 100% e podem fazer seu emulador quebrar. Patches mais avançados podem ser usados para aumentar a compatibilidade mas não podem ser criados por qualquer utilizador.

    • Enable Profiler: Esta opção vai ativar/desativar o profiler da PCSX2, que vai mostrar na console a % do CPU usado em cada parte da emulação PS2 que está usando a cada momento. Usado para identificar erros ou para identificar a parte fraca do seu computador. Ative esta opção apenas para encontrar os erros, ela vai diminuir a velocidade do emulador.

    • Close GS window on Esc: Se selecionada, quando você carrega em Escape a janelinha do GS vai fechar automaticamente. Jeitosa quando quer sair do modo ecrã completo.

    • Print CDVD info: Se selecionada, mostra o que o emulador está lendo do CDVD na console. Usado principalmente para encontrar erros.

  • Ajuda =>Sobre: Nesta janelinha você pode ver quem são os autores da PCSX2 e algumas mensagens de obrigado.
  • Ajuda =>PCSX2 website: Leva você ao site oficial da PSCX2.

Se você ainda tem problemas em correr o emulador, pode pedir ajuda no fórum oficial da PCSX2 neste link AQUI, depois de ter lido as regras cuidadosamente.


( 4 Votos )
 

Comentar


Código de segurança
Atualizar